Saltar para a informação do produto
1 de 1

Famílias Portuenses na Viragem do Século (1880-1910)

Famílias Portuenses na Viragem do Século (1880-1910)

Gaspar Martins Pereira

PVP
Preço normal €12,72 EUR
Preço normal €14,13 EUR Preço de saldo €12,72 EUR
PROMOÇÃO 10% ESGOTADO

Esta obra, pelas relações que estabelece entre a família, os modelos de residência e o contexto social, trata-se de um contributo fundamental para o conhecimento da cidade do Porto e dos portuenses numa época-chave da sua história. 
No Porto de finais do século XIX, num período de grande crescimento demográfico, de industrialização e de transformações urbanas decisivas, não se verificaram a contracção e a nuclearização dos agregados domésticos, nem sequer um aumento das situações de isolamento, ao contrário do que pretendiam as teses tradicionais sobre a família. 
No caso das famílias portuenses aqui analisadas, a persistência de um padrão de forte autoridade paterna, a importância das funções assistenciais da família, a forte feminização da população urbana, os espaços residenciais e a inserção sócio-económica dos agregados domésticos condicionaram, em grande medida, as trajectórias individuais e familiares.

Ano de edição: 1995

Páginas: 288

Coleção: Biblioteca das Ciências Sociais | História

Dimensões: 17,2 x 23,8 cm

Encadernação: Brochado

ISBN: 978-972-36-0368-2

Ver detalhes completos

Gaspar Martins Pereira

Gaspar Martins Pereira é professor catedrático do Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais da Faculdade de Letras da UPorto. Foi cofundador e coordenador científico do GEHVID – Grupo de Estudos de História da Viticultura Duriense e do Vinho do Porto (1994-2001). Entre 2007 e 2011, dirigiu o CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço &Memória». Tem desenvolvido diversos projetos de investigação sobre história contemporânea portuguesa, em particular sobre a história da cidade do Porto no século XIX, a história da família e a história do vinho do Porto e da região do Alto Douro. Tem uma vasta obra publicada, de que se destacam: Alto Douro/Douro Superior(Lisboa, 1988), O Douro e o vinho do Porto de Pombal a João Franco (Porto, 1991), Famílias portuenses na viragem do século, 1880-1910 (Porto, 1995), O Douro de Domingos Alvão(Coimbra, 1995), Dona Antónia (Porto, 1996), No Porto Romântico, com Camilo (Porto, 1997), Porto Vintage (Porto, 1999), Memória do Rio – para uma história da navegação no Douro(Porto, 2001), Eduardo Santos Silva, cidadão do Porto (Porto, 2002), Sogrape: uma história vivida (Porto, 2003), Vinho do Porto (coord., Porto, 2003), O Douro Contemporâneo (org., Porto, 2006), As Águas do Douro (coord., Porto, 2008), Uma vida pela liberdade: Artur Santos Silva, 1910-2010 (Porto, 2010), Crise e Reconstrução. O Douro e o Vinho do Porto no século XIX (coord., Porto, 2010). Tem realizado, também, numerosas ações no domínio do património histórico-cultural, tendo participado, entre outros projetos, na preparação da candidatura do Alto Douro Vinhateiro a Património Mundial e na conceção e instalação do Museu do Douro, de que foi Diretor até 2007.

Da mesma coleção